Política

Com morte de Onevan, Mara Caseiro deve assumir vaga na ALEMS

A morte do deputado estadual Onevan de Matos aos 77 anos, nesta sexta-feira (13), é lamentada por amigos, familiares e também no meio político de Mato Grosso do Sul, onde Onevan atuava por décadas. Com a morte do tucano, quem deve ocupar a cadeira deixada por ele na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul […]

Aliny Mary Dias Publicado em 13/11/2020, às 16h59 - Atualizado às 17h00

Onevan de Matos e Mara Caseiro Foto: Divulgação
Onevan de Matos e Mara Caseiro Foto: Divulgação - Onevan de Matos e Mara Caseiro Foto: Divulgação

A morte do deputado estadual Onevan de Matos aos 77 anos, nesta sexta-feira (13), é lamentada por amigos, familiares e também no meio político de Mato Grosso do Sul, onde Onevan atuava por décadas. Com a morte do tucano, quem deve ocupar a cadeira deixada por ele na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul é Mara Caseiro.

Nas eleições de 2018, Mara Caseiro disputava a reeleição como deputada, mas ficou de fora mesmo obtendo 28.813 votos, em razão do quociente eleitoral. Onevan de Matos, por sua vez, foi o quinto mais votado na disputa estadual, conquistando 30.813 votos.

Como primeira suplente do PSDB, Mara deverá assumir a vaga deixada por Onevan. Essa substituição já era esperada pelo partido em razão da disputa de Onevan à prefeitura de Naviraí. Nas últimas pesquisas, o então deputado estadual liderava a corrida eleitoral do município, que tem outros cinco candidatos na disputa.

O Jornal Midiamax procurou a assessoria de imprensa de Mara Caseiro para comentar a volta dela à ALEMS. Mara ainda não e manifestou a respeito da morte do colega de partido.

A Assembleia Legislativa ainda não se manifestou a respeito da morte de Onevan.

Faleceu em SP

Internado em hospital de São Paulo, Onevan se recuperava de uma infecção respiratória, contraída após ele se curar do coronavírus. Mais cedo, o deputado estadual era submetido a processo chamado de desedação, diminuindo medicação para retirada de aparelhos e permitindo que ele acorde.

Onevan foi diagnosticado com novo coronavírus em 22 de setembro. O deputado estadual ficou internado em Campo Grande por dois dias.

No início de outubro, o tucano voltou ao hospital e chegou a precisar de ventilação mecânica. Depois de receber alta, o candidato foi autorizado a continuar o tratamento em São Paulo.

Jornal Midiamax