Política

Minimizando ‘insegurança’, PDT fala em MDB e denúncia contra Odilon

Lideranças do PDT de todo Mato Grosso do Sul se reuniram na tarde desta segunda-feira (22) em apoio ao candidato ao Governo, Odilon de Oliveira. Unanimidade entre as principais figuras do partido, o tom dos discursos foi de otimismo e união para a disputa do próximo domingo (28). Comandaram a conversa o deputado federal e […]

Aliny Mary Dias Publicado em 22/10/2018, às 15h17

None
Minimizando ‘insegurança’, PDT fala em MDB e denúncia contra Odilon
Foto: Minamar Junior

Lideranças do PDT de todo Mato Grosso do Sul se reuniram na tarde desta segunda-feira (22) em apoio ao candidato ao Governo, Odilon de Oliveira. Unanimidade entre as principais figuras do partido, o tom dos discursos foi de otimismo e união para a disputa do próximo domingo (28).

Comandaram a conversa o deputado federal e presidente da legenda no Estado, Dagoberto Nogueira, o ex-deputado federal Antonio Carlos Biffi, além do ex-coordenador de campanha de Odilon, João Leite Schimdt e o candidato ao Governo, Odilon.

As lideranças discursaram para correligionários de todo o Estado, no auditório da Anoreg-MS (Associação dos Notários e Registradores). Biffi iniciou a conversa, ressaltando que o apoio do MDB ao PDT gerou um racha na legenda emedebistas, mas que os principais líderes do partido que agora a apoia o PDT estão ao lado de Odilon. “Temos que unificar e acabar com qualquer boato de crise”, disse.

Dagoberto também afirmou que suposto pedido de expulsão de Odilon do partido por apoiar o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) não existe. “Não sei de onde veio isso, liguei para o Carlos Lupi [presidente do PDT] e ele disse que não protocolaram nada”, afirmou.

O deputado também analisa a proximidade de Odilon a Bolsonaro como positiva para a campanha do pedetista. “Vejo o Estado como conservador e a figura do Bolsonaro ajuda na campanha do Odilon”, disse.

O candidato ao Governo, Odilon, afirmou que teve liberação da direção nacional e regional do PDT para apoiar Bolsonaro. O candidato também afirmou que aliança firmada com o MDB não foi fruto de qualquer negociação do partido em busca de cargos em uma eventual eleição.

Jornal Midiamax