Marquinhos reiterou ‘parceria administrativa' com Reinaldo

Durante agenda pública na manhã desta quinta-feira, último dia do mês de agosto de 2017, o prefeito (PSD) voltou a frisar que não está pensando nas eleições do próximo ano e ainda mandou um recado ao seu secretariado.

“Se tiver notícia de que algum secretário está o cargo para fins individuais, eu demito”, disparou Marquinhos Trad.Trad diz que não pensa em eleição e manda recado para secretários

O Chefe do Executivo Municipal disse que não pode impedir que os secretários de sua gestão disputem as eleições, mas afirmou que não vai admitir que os servidores utilizem os cargos para benefício próprio. Se isto ficar comprovado haverá exoneração.

Trad revelou que é ‘apenas um filiado' do PSD, que não tem cargos no partido, e que o momento atual não lhe permite falar de ‘política', já que sua preocupação é, destacou, apenas o município.

O prefeito também voltou a dizer que sua aliança com o governo de Reinaldo Azambuja (PSDB) é apenas administrativa, e ainda comentou o decreto do tucano que proibia protestos no Parque dos Poderes.

Marquinhos alegou que algumas manifestações resultam em prejuízo ao erário, mas defendeu que todos têm direito de se manifestar. “Eu não faria um decreto assim, tanto que foi revogado”, finalizou.