O ex-vereador de Campo Grande Jeremias Flores dos Santos, o Pastor Jeremias, foi exonerado da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul. A exoneração foi publicada nesta quinta-feira (11) no Diário Oficial do Estado.

Jeremias pertence ao Republicanos e foi nomeado para exercer o cargo em comissão de Direção Gerencial Especial e Assessoramento, símbolo CCA-10, na função de Assessor IV, na Agência, em agosto do ano passado.

Pelo CCA, Jeremias recebia o valor de R$ 7.230, com adicional de 100%.

O ex-vereador Pastor Jeremias Flores era do Avante e é atualmente Segundo Vogal da Executiva Estadual do Republicanos e vice-presidente municipal do partido.

O então parlamentar foi eleito em 2016 com 2.930 votos e não eleito em 2020, quando foi alvo de pedido de impugnação proposto pelo promotor eleitoral Nicolau Bacarji Júnior. À época, foi alegado que o vereador não prestou contas de sua campanha para deputado estadual nas eleições de 2018. Assim, não apresentou certidão de quitação eleitoral.

Segundo dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Pastor Jeremias Flores recebeu R$ 101,4 mil para a campanha. Além disso, gastou R$ 80,9 mil. Em 2022, concorreu a deputado estadual pelo Republicanos e teve 1.720 votos, não sendo eleito novamente.