Direção da Câmara está estudando medidas a serem tomadas.

A Polícia Civil de Dourados está investigando o sumiço de R$ 2,7 mil em dinheiro vivo do gabinete do vereador Cido Medeiros (DEM) ocorrido na última segunda-feira (11). Nesta quinta-feira (13), peritos estiveram na sede do Legislativo douradense colhendo impressões digitais na gaveta onde o dinheiro deveria estar.

O vereador esteve na manhã na Delegacia do primeiro distrito policial onde registrou denúncia de furto. Conforme Cido, logo no início da manhã teria sacado R$ 3 mil no banco para pagar algumas contas e deixou o dinheiro na gaveta de sua mesa.

Por volta das 15h ao abrir a gaveta  para pegar o dinheiro encontrou apenas R$ 300,00. O vereador afirmou que a gaveta estava trancada com chave que não tem cópias. Não há sinais de violação da gaveta.  Ele tem cinco assessores, e disse que não desconfia de nenhum.

O clima no gabinete de Cido Medeiros e em toda a Câmara Municipal é de apreensão. Tanto o vereador quando os seus assessores estão sendo motivos de chacotas nas redes sociais. O diretor da Câmara, Nivaldo dos Santos, afirmou que está discutindo coma presidência da Casa o que deverá ser feito neste caso.

Segundo ele, a Câmara Municipal tem um sistema de monitoramento de imagens com mais de vinte pontos espalhados em todo o prédio, mas no gabinete do vereador não existem câmeras.