Política

Para Geraldo julgamento da chapa Dilma-Temer atrapalha ainda mais o país

Ele acredita que pode demorar até um ano para uma definição

Midiamax Publicado em 04/04/2017, às 12h10

None
57ecfd3140493e3a6543920b3f22ac34525dba599c1b7.jpg

Ele acredita que pode demorar até um ano para uma definição

“Todo esse julgamento envolvendo o atual presidente da República atrapalha todo o desenvolvimento do país”. Esta é a primeira constatação do deputado federal Geraldo Resende, do PSDB sobre o julgamento da Chapa Dilma-Temer, que iniciou nesta terça, no TSE. Para ele, pode demorar até um ano para se ter uma decisão deste fato.

O parlamentar enfatizou que o presidente vem conseguindo colocar o Brasil nos trilhos e um processo como este atrapalha. “Sem dúvida, por mais que ainda nãos e tenha uma definição, essa situação de julgamento em curso prejudica e muito nosso pais e pode levar ainda mais à crise que já estamos passando”.

Ao ser questionado sobre possível resultado, o deputado não quis prever por enquanto. “Vamos espera e ver como vai desenrolar esse julgamento. O que eu acho é que deveria ser analisado separadamente, dividir o processo e analisar o presidente e a ex-presidente em separado”.

Julgamento

A acusação é de abuso de poder político e econômico no pleito de 2014, na chapa Dilma e Temer.

O julgamento teve início nesta manhã de terça-feira (4), às 9h de Brasília. Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) marcaram para esta semana quatro sessões plenárias exclusivas para o exame do processo, sendo que duas ordinárias e duas extraordinárias.

Nessa terça-feira (4), haverá uma sessão extraordinária às 9h e uma ordinária a partir das 19h. O julgamento prossegue na quarta-feira (5), às 19h, com uma sessão extraordinária. E na quinta-feira (6) somente será realizada a sessão ordinária, às 9h. O rito da ação no Plenário seguirá a mesma metodologia adotada nos processos julgados nas sessões do Tribunal.

Jornal Midiamax