Política

Ministro Roberto Freire pediu demissão de Luiza Ribeiro, diz jornal

Ela disse que preferiu se desligar devido a compromissos

Jessica Benitez Publicado em 06/01/2017, às 16h24

None
luizaboa.jpg

Ela disse que preferiu se desligar devido a compromissos

Ao contrário do que explicou a ex-vereadora Luíza Ribeiro e segundo publicação do jornal O Globo, o desligamento da integrante do PPS sul-mato-grossense da função de secretária da Cidadania e Diversidade Cultural do Ministério da Cultura, partiu do próprio titular da pasta, Roberto Freire.

Ele, porém, nega que tenha sido pelo fato de Luíza se posicionar contra o governo do presidente da República Michel Temer (PMDB) nas redes sociais. “Não tinha porque ela ficar. Não sabia disso. Não sigo ela no Facebook”, disse o ministro ao O Globo. O anúncio de que ela ficaria no cargo foi feito no último dia 27.

A legisladora, que cumpriu um mandato na Câmara Municipal de Campo Grande e não conseguiu se reeleger, nunca escondeu ser contra a entrada de Temer na presidência da República. Este era o discurso na Casa de Leis, nas redes sociais e nos protestos que participou.

Outro lado – Por meio das redes sociais, a ex-vereadora explicou que pediu demissão. "Não tive como me desfazer de compromissos profissionais e pessoais que tenho em CG, pois teria que me transferir integralmente para Brasília onde cumpria expediente diário. Assim, preferi solicitar meu desligamento e não assumir as funções para as quais fui nomeada. Agradeci ao Ministro Roberto Freire pela indicação".

Jornal Midiamax