Governador participa de reunião do Condel/Sudeco em Brasília nesta segunda

Encontro estava marcado desde o último dia 21
| 10/04/2017
- 16:14
Governador participa de reunião do Condel/Sudeco em Brasília nesta segunda

Encontro estava marcado desde o último dia 21

O governador (PSDB) cumpre agenda em Brasília nesta segunda-feira (10). A informação inicial da assessoria de imprensa é de que ele participa de uma reunião burocrática do Condel/Sudeco (Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro-Oeste). No site do Ministério da Integração Nacional consta que este é um encontro do comitê para analisar as deliberações da 8ª reunião do Conselho, realizada no mês de março.

De acordo com a publicação, no último dia 21, a Sudeco (Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste) realizou a 8ª reunião do Condel/Sudeco, na sede da autarquia, em Brasília (DF), e possibilitou o debate sobre a alteração de diversos itens da Programação do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) para 2017 a fim de agilizar às contratações. E nessa segunda, será debatido os assuntos destacados no encontro.

Na ocasião, o Banco do Brasil propôs modificações em 15 itens da Programação. Entre as principais sugestões está a suspensão da análise de cartas-consulta pelos Conselhos de Desenvolvimento dos Estados (CDEs), neste ano, em caráter excepcional. Como segunda opção, está a sujeição à consulta dos CDEs somente de propostas acima de um milhão de reais.

Os representantes dos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e do Distrito Federal, no entanto, se posicionaram contra a suspensão da análise das cartas e a proposta foi recusada. A proposta para a análise de cartas-consulta exclusivamente de operações superiores a um milhão, porém, foi aprovada pelo Comitê.

Uma proposição para a suspensão das deliberações ou restrições definidas pelos Conselhos de Desenvolvimento no exercício de 2017 também foi aprovada sob protestos dos representantes dos estados e do superintendente da Sudeco, Antônio Carlos Nantes de Oliveira, que a considerou uma tentativa de o Banco do Brasil interferir nas políticas estaduais.

A sugestão de alteração na finalidade do FCO Capital de Dissociado, em caráter emergencial para 2017, foi refutada pelo Comitê Técnico. Pela proposição, não haveria a necessidade de comprovar a destinação do recurso para contratar este tipo de operação.

Entre as demais pautas aprovadas pelo Comitê Técnico estão a adequação das linhas de financiamento de Desenvolvimento Rural e Convir, com o objetivo de atender as medidas sanitárias para a prevenção da influenza aviária, além de duas medidas extra pauta para o financiamento de sistemas geradores de energia fotovoltaica (proveniente da luz solar).

A reunião do Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro-Oeste, a qual corroborará as decisões do Comitê Técnico, acontecerá no próximo dia 10 de abril, em Brasília (DF). (Informações do Ministério da Integração Nacional)

 

Veja também

Senadora de MS tenta se viabilizar como alternativa para a chamada terceira via

Últimas notícias