Lauro Davi foi substituído por gerente do mesmo Instituto

O ex-deputado Lauro Davi pediu exoneração do cargo de diretor-presidente do (Instituto Municipal de Previdência de ) e foi substituído por Camilla Nascimento de Oliveira, que era Gerente de Atendimento Odontológico, no mesmo instituto.

O pedido de exoneração foi feito nesta quinta-feira (17) e a saída dele publicada em edição extra do Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande).

A nomeação de Camilla para a nova função também foi publicada na mesma edição.

O Midiamax teve acesso ao pedido de exoneração de Lauro Davi. No documento, ele agradece o prefeito e diz que ficou honrado pelo convite para fazer parte de sua equipe de trabalho à frente do IMPCG e do Fundo de Assistência à Saúde do Servidor Municipal. 

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, Lauro Davi teria alegado motivos particulares. Ele é filiado ao Pros (Partido Republicano da Ordem Social) e foi presidente da Cassems, o plano de saúde dos servidores de Mato Grosso do Sul.