Os deputados estaduais que compõem a comissão que monitora o déficit na previdência estadual foram convocados, na sessão ordinária desta terça-feira (23), pelo presidente da Alems, Gerson Claro (PP). 

A Comissão Temporária de Representação para Acompanhamento e Comissão do Déficit Atuarial do Regime Próprio de (MSPREV) é composta pelos membros titulares Paulo Duarte (PSB), (União), Gleice Jane (PT) e Pedrossian Neto (PSDB).

O titular da SAD (Secretaria de Estado de Administração), Frederico Felini, também faz parte do grupo, que marcou uma reunião nesta terça-feira (23). 

Saiba mais: Com presença de governador, servidores estaduais aposentados protestam contra os 14% da previdência

“A equipe irá realizar estudos para monitorar o déficit previdenciário, propor medidas de reforma, ajustes legislativos e políticas públicas voltadas à mitigação do déficit atuarial”, prometeu Gerson Claro. 

O rombo na previdência de Mato Grosso do Sul está em cerca de R$ 12 bilhões. Além da cota patronal, o Governo aporta aproximadamente R$ 3 bilhões por ano para amenizar o déficit. 

Benefício de R$ 300

O desconto de 14% na folha de pagamento de servidores inativos mobilizou os aposentados a iniciarem manifestações para pedir a isenção da cobrança. A taxa adotada em 2021 foi uma medida para amenizar o rombo previdenciário.

Um dos resultados da mobilização foi a criação do benefício de assistência médico-social, no valor de R$ 300 para quem recebe até o teto do valor previsto pelo , equivalente a R$ 7.786,00.

Fale com o Midiamax

Tem alguma denúncia, flagrante, reclamação ou sugestão de pauta para o Jornal Midiamax? Envie direto para nossos jornalistas pelo WhatsApp (67) 99207-4330. O anonimato é garantido por lei.

Acompanhe nossas atualizações no Facebook, Instagram e Tiktok.