Deputado cobra Sejusp por vazamento de cheque com suposto agiota

Picarelli explicou que realizou negócio particular com o cheque.
| 13/07/2017
- 00:10
Deputado cobra Sejusp por vazamento de cheque com suposto agiota

Picarelli explicou que realizou negócio particular com o cheque.

O deputado Maurício Picarelli (PSDB) quer saber porque apenas o nome dele foi divulgado entre os vários cheques encontrados na casa agrônomo aposentado Sebastião Mauro Fenerich, de 69 anos, dono do Hyundai HB20 que foi incendiado com um corpo no porta-malas nesta segunda-feira (10). Para obter essa informação, o deputado irá acionar a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública.

Ele também quer saber onde está e quantas pessoas tiveram acesso a lista de cheques pré-datados e porque parte da imprensa teve acesso e divulgou o nome dele.

Picarelli disse que Fenerich trabalhava para o ex-presidente da Assembleia Legislativa Jerson Domingos, é conhecido por todos na Casa de Leis, e que ele realizou negócio particular com ele.

O deputado estadual contou ainda que o cheque foi emitido em 2014, encontrava-se vencido e foi substituído por título de crédito executivo extrajudicial.

Confira a nota na íntegra:

Em resposta à veiculação de nota em jornal digital, por ser pessoa pública, esclareço à população sul-mato-grossense:

O Senhor Sebastião Mauro Fenerich é pessoa que trabalhava para o Ex-deputado Jerson Domingos, como já noticiado e, conhecido por todos na Assembléia Legislativa deste Estado;

Realizei negócio particular com o mesmo e possuo os documentos que serão apresentados à Justiça, caso requerido;

O cheque em poder do Senhor Sebastião Mauro Fenerich por minha pessoa foi emitido em 2014, encontrava-se vencido tendo sido, portanto,  substituído por título de crédito executivo extrajudicial.

Neste momento de dor, apresento moção de pesar a família do mesmo.

Deputado Maurício Picarelli

Veja também

"Como alguém que concede o contrato fica de testemunha da própria empresa?", questionou.

Últimas notícias