‘Cidadão quer melhorias, mas a maioria deve à Prefeitura’, dispara prefeito

Marquinhos espera recuperar R$ 70 milhões
| 13/04/2017
- 18:35
‘Cidadão quer melhorias, mas a maioria deve à Prefeitura’, dispara prefeito

Marquinhos espera recuperar R$ 70 milhões

O prefeito (PSD) comentou sobre o convênio firmado com o IEPTB (Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil) para tentar recupera R$ 2,6 bilhões em créditos perdidos pelo município, uma tentativa de equilibrar as finanças da Prefeitura.

“Todo cidadão quer que tape os buracos, quer melhorias para dentro da cidade, mas a maioria deve a Prefeitura e não quer pagar”, disparou o prefeito.

A parceria com o Instituto, firmada nesta semana, estabelece o protesto de dívidas de (Imposto Predial e Territorial Urbano) de pessoa física entre R$ 10 mil a R$ 50 mil, e pessoa jurídica valores a partir de R$ 2,5 mil. No caso do ISSQN (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza) serão protestadas todas as empresas inadimplentes junto ao município.

“Não vamos aumentar impostos, mas vamos buscar com os devedores o credito que a prefeitura tem. Tem que ver o que será arrecadado, para pagar a máquina pública, os funcionários e as obras”, explicou Marquinhos.

Convênio

O contrato firmado com o IEPTB, entidade ligada à Anoreg-MS (Associação dos Notários e Registradores de Mato Grosso do Sul), prevê que cinco mil CDAs (Certidões de Dívida Ativa) serão inicialmente cobradas pela Prefeitura. Segundo o secretário de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, ao todo são mais de 500 mil certidões de inadimplentes na Capital.

A previsão inicial de recuperação dos créditos perdidos é de pelo menos R$ 70 milhões.

Veja também

Casa de Leis acelera a pauta e coloca em votação projetos dos poderes Executivo e Judiciário

Últimas notícias