Política

Vereador há 3 mandatos, Siufi ainda não sabe se vai disputar eleição este ano

Morte do filho o colocou em dúvida sobre futuro eleitoral

Jessica Benitez Publicado em 30/06/2016, às 21h36

None
siufi.jpg

Morte do filho o colocou em dúvida sobre futuro eleitoral

O vereador Paulo Siufi (PMDB), na Câmara Municipal desde 2004, ainda não sabe se vai disputar reeleição este ano. Ele explica que a decisão será tomada em conjunto com a família. Os planos mudaram há pouco mais de dois meses quando seu filho mais novo, Paulo Siufi Filho, morreu em acidente de carro.

“Ainda não sei, vou decidir com a minha família”, disse. A possível candidatura do ex-governador do Estado, André Puccinelli (PMDB), à Prefeitura de Campo Grande pode ajudá-lo a decidir. “Me impulsionaria”, justifica. O ex-chefe do Executivo, porém, só vai anunciar se concorre ou não ao comando da Capital depois do dia 10 de julho.

A tragédia também afastou o legislador dos programas que apresentava no rádio e televisão. “Ele (filho) gostava muito do programa (de rádio), então não vou voltar”. À televisão Siufi afirma que pode retornar futuramente. “Por enquanto é um dia após o outro”.

De qualquer forma, segundo as regras eleitorais, a partir desta quinta-feira (30) todas as emissoras de rádio e televisão não poderão transmitir programas que sejam apresentados ou comentados por pré-candidatos às eleições municipais deste ano.

Polêmicas – Neste mandato Siufi foi um dos que mais bateram de frente com o prefeito Alcides Bernal (PP). Ele presidiu a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Calote, responsável por apurar contratos firmados pela Prefeitura, bem como fornecedores que estavam sem receber pagamento.

A investigação ocasionou a instauração de Comissão Processante que apresentou relatório favorável à cassação do prefeito, fato que ocorreu em março de 2014. Em agosto do ano passado Bernal voltou ao Paço e o embate com a oposição, incluindo Siufi, segue afiada como há três anos.

Jornal Midiamax