Política

Dois anos depois de indicar vice do PT, PR pode se aliar e indicar vice do PSDB

Secretário da Casa Civil diz que partidos estão finalizando acordo

Ludyney Moura Publicado em 23/06/2016, às 15h56

None
pr.jpg

Secretário da Casa Civil diz que partidos estão finalizando acordo

Uma reunião no fim da tarde desta quinta-feira (23) deve selar a aliança entre o PSDB, que tem como pré-candidata à Prefeitura da Capital a vice-governadora Rose Modesto, e o Partido da República, presidido em Campo Grande pelo deputado estadual Paulo Corrêa.

“A gente está trabalhando, já finalizando um acordo”, revelou o secretário chefe da Casa Civil, Sérgio de Paula (PSDB).  O encontro entre as duas legendas deve acontecer às 16h30, para selar uma composição de chapa.

O secretário, responsável pela articulação política da gestão de Reinaldo Azambuja (PSDB), afirma que as tratativas com o PR estão ‘bem maduras’. “Mas não vou dizer que é o Cláudio o Vice”, emendou Sérgio.

Cláudio, citado pelo secretário, é Cláudio Mendonça, filiado ao PR e ex-superintende do Sebrae em Mato Grosso do Sul, cogitado, por sua experiência em gestão, como vice-prefeito na chapa encabeçada pela vice-governadora.

“Estamos bem próximos de chegarmos ao entendimento entre o PR, PSB e PMDB”, revelou Sérgio de Paula. O trio partidário citado pelo secretário caminhava, até algumas semanas atrás, em um bloco com intenção de lançar candidatura própria, e o Partido da República foi o primeiro a deixar de lado intenção de coligação com pessebistas e peemedebistas.

Vale lembrar que há dois anos, nas eleições de 2014, o PR também indiciou o candidato a vice, na chapa então encabeçada pelo ex-senador Delcídio do Amaral, à época no PT. O escolhido foi o ex-deputado estadual e presidente regional do partido, Londres Machado.

Corrêa não atendeu a reportagem até o fechamento da matéria, para comentar a possível indicação do partido do nome do vice-prefeito na chapa de Rose. 

Jornal Midiamax