Parlamentares dão outras sugestões ao prefeito

Os vereadores ouvidos pela reportagem do Jornal Midiamax concordam com as demissões de mais de 200 comissionados, publicadas pelo prefeito (PP). Porém, entendem que o prefeito deve fazer mais cortes para colocar as contas em dia.

O vereador Paulo Siufi (PMDB) diz ver com bons olhos as demissões, mas defende a volta das gratificações para servidores, o que avalia como direito adquirido. Ele defende mais demissões, caso sejam necessárias, e sugere promoções para concursados, com adicional menor, para cobrir a falta dos exonerados.

O vereador Chiquinho Telles (PSD) avalia que a demissão é uma das atitudes do prefeito. Ele defende outras medidas, incluindo entre elas o “enxugamento” de algumas secretarias. Ele cita como alternativa a fusão da Secretaria da Juventude com Funesp e Cultura e da Receita com Finanças.

“É muita coisa e gasta muito dinheiro. É um cabide de emprego e, se fizer a união, tem pelo menos três na frente da pasta ganhando horrores. Agora, o próximo passo é explicar estas denúncias todas”, justificou.

O ex-líder do prefeito, vereador Albuquerque (PMDB), entende que o prefeito só deve parar as emissões  quando sair do limite prudencial. Além disso, defende corte de gastos e até fusão de secretarias. “Tem coisas importantes para serem vistas e revistas”, opinou. 

Saiba Mais