Parlamentar aguarda reforma política

O vereador José Chadid (sem partido) ficou feliz ao ser citado pelo governador () como integrante do PSDB. Porém, deixou claro que não voltou para o antigo partido, da qual enfrentou pedido de expulsão.

Chadid diz que se sentiu honrado com a citação, mas que está dialogando com todos os partidos. Ele alega que aguarda a reforma política para depois definir para qual partido irá, visto que tem até 5 de outubro para decidir.

“Não é o momento. Até 5 de outubro vamos ter grandes desdobramentos. Vou analisar com calma para não me precipitar”, declarou o vereador, que foi expulso do PSDB por integrar a gestão de Alcides Bernal (PP).

Chadid foi eleito suplente pelo PSDB, mas desobedeceu ao partido ao integrar a gestão do ex-prefeito, onde ocupou o cargo de secretário de Educação. Com a saída de Rose Modesto (PSDB|), que foi eleita vice-governadora, ele assumiu o cargo, mas sem partido.

O vereador foi citado pelo governador Reinaldo Azambuja como integrante do PSDB. Questionado sobre a comissão processante contra Gilmar Olarte (PP), Azambuja disse que o PSDB tem dois vereadores, apontando João Rocha e José Chadid. Indagado sobre Chadid, ele disse que foi convidado a voltar por Rose e pelo presidente estadual, deputado Marcio Monteiro.