Política

Posse de novo secretário de Educação é marcada por saia justa entre adversários

Grupos de lados opostos ficaram frente a frente

Midiamax Publicado em 13/07/2015, às 15h06

None
img-20150713-wa0052.jpg

Grupos de lados opostos ficaram frente a frente

A cerimônia de posse do novo secretário de Educação de Campo Grande, Marcelo Salomão, foi marcada por saia justa entre adversários políticos. No mesmo salão, por exemplo, estavam professores e o vereador Paulo Pedra (PDT), que estão em embate com o prefeito Gilmar Olarte (PP).

O presidente do Sindicato dos Professores de Campo Grande, Geraldo Gonçalves, integrou a mesa de autoridades e viu algumas caras feias quando foi o mais aplaudido, no auditório repleto de professores. Ele não está em boa fase com o prefeito por questões salariais.

O vereador Paulo Pedra foi outro que surpreendeu ao aparecer no evento. Oposição ao prefeito Gilmar Olarte, ele disse que foi à posse para apoiar os professores grevistas, que lhe fizeram a solicitação.

Outra curiosidade está na própria indicação de Marcelo Salomão para a pasta. O agora secretário é filiado ao PDT, partido presidido por Pedra em Campo Grande, um dos maiores opositores ao prefeito.

Indagado sobre a filiação, o novo secretário disse que “acha que está filiado ao PDT”. Porém, o prefeito tratou de esclarecer que a indicação de Salomão é técnica e parte de um desejo que vem desde quando Ângela Brito, esta sim por indicação política, era secretária.

O evento também colocou frente a frente o vereador Paulo Pedra e o secretário de Governo, Paulo Matos. Recentemente, Pedra desafiou o secretário a aparecer na sessão e encarar os professores frente a frente e não ficar nos bastidores, como estava.

Disse ainda que o secretário e a esposa defendiam o prefeito porque tinham cargo. O discurso causou constrangimento durante a sessão e um agora comprovado desconforto. Os dois nem se cumprimentaram, pelo menos no início da solenidade.

Jornal Midiamax