Pedro Pedrossian Neto recusou convite para assumir como adjunto na Sedesc

O empresário Pedro Pedrossian Neto, neto do ex-governador Pedro Pedrossian, se recusou a trabalhar na gestão de (PP), prefeito de Campo Grande. No dia 15 de janeiro o prefeito anunciou que ele seria convidado para o cargo de secretário-adjunto da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Turismo e Agronegócio), o que não deve acontecer.

A reportagem apurou, com pessoas próximas a Pedro Pedrossian Neto, que ele se recusou a participar da gestão atual, alegando que vai se dedicar à empresa dele de consultoria, no Estado de São Paulo.

Pedro Pedrossian Neto ocupou cargo no governo de André Puccinelli (PMDB) no ano passado, quando foi nomeado com alto salário na Seprotur (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo de Mato Grosso do Sul).

O neto do ex-governador pode não ter gostado de ser convidado para assumir apenas o cargo de adjunto na Prefeitura de Campo Grande, quando já chegou a ficar à frente de cargo superior na mesma área. A reportagem tentou contato com ele na manhã desta segunda-feira, mas ele preferiu dizer que depois falaria.

Olarte já tinha provocado ira de Jorge Martins, secretário em sete oportunidades em Campo Grande. Cansado de ouvir o prefeito citar o nome dele, Martins ligou para o Midiamax para dizer que não tinha nenhum interesse de participar da gestão de Olarte.