‘CPI das contas’ questiona aumento da folha e queda de receita na Prefeitura

Pedido de investigação foi apresentado nesta terça
| 05/05/2015
- 20:29
‘CPI das contas’ questiona aumento da folha e queda de receita na Prefeitura

Pedido de investigação foi apresentado nesta terça

A CPI das Contas Públicas, aberta nesta terça-feira (5) pela Câmara Municipal, quer saber por que a folha de pagamentos da Prefeitura de Campo Grande engordou 40% nos últimos anos, além de questionar a fatia de recursos destinada aos salários de comissionados e eventual queda de arrecadação.

Conforme publicado no site da Câmara Municipal, a mesa diretora tem 48 horas para tomar as providências necessárias à efetiva instalação da CPI. O requerimento teve a assinatura de Paulo Pedra (PDT), o proponente, além de Alex (PT), Thais Helena (PT), Airton Araújo (PT), Luiza Ribeiro (PPS), José Chadid (sem partido), Cazuza (PP), Chiquinho Telles (PSD), Eduardo Romero (PTdoB) e Chocolate (PP) – estes dois últimos, inclusive, declararam-se independentes e, portanto, fora da base do prefeito, Gilmar Olarte (PP).

Ainda segundo divulgado no site da Câmara, a CPI questiona se o aumento no custo da folha de pessoal ocorre por atos de gestões anteriores ou “devido à nomeação maciça de comissionados” no governo Olarte. Também pergunta sobre a participação dos nomeados na administração municipal.

Em outro trecho, o requerimento sugere apurar se houve redução na arrecadação do município, principalmente de ICMS, IPTU e ISS. O declínio da receita, reitera o texto no site do Legislativo, é um dos motivos elencados pela Prefeitura para justificar crise financeira nos cofres municipais.

Veja também

Pela ordem? Durante a reunião da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) da Alems...

Últimas notícias