Política

Petistas de MS se dividem sobre Dilma no palanque do PMDB na sucessão de Puccinelli

Os petistas dividem opiniões sobre participação da presidente Dilma Rousseff (PT) no palanque do PMDB em Mato Grosso do Sul. Apesar de a petista participar em seis Estados de menor densidade eleitoral, ainda não foi definida a vinda da petista em Mato Grosso do Sul. Para o deputado federal Vander Loubet (PT), se a presidente […]

Arquivo Publicado em 17/03/2014, às 11h18

None

Os petistas dividem opiniões sobre participação da presidente Dilma Rousseff (PT) no palanque do PMDB em Mato Grosso do Sul. Apesar de a petista participar em seis Estados de menor densidade eleitoral, ainda não foi definida a vinda da petista em Mato Grosso do Sul.

Para o deputado federal Vander Loubet (PT), se a presidente vier ao Estado, será para subir no palanque do PT. “Se não tiver entendimento dos dois partidos é natural que isso aconteça. Mas, na minha opinião a Dilma vem para o palanque do PT e o Temer para o do PMDB”, afirmou.

O também deputado federal, Antônio Carlos Biffi (PT), não vê problemas na participação da presidente no palanque do PMDB. “Aliança nacional é outra história. Aqui no Estado quebramos os pratos. Não vejo problema dela subir no palanque do PMDB”, pontuou Biffi.

Por outro lado, o deputado estadual Amarildo Cruz (PT), é mais radical. Na avaliação do petista, a presidente não virá para nenhum dos dois palanques. “Se ela vier para o palanque do PMDB, ela sai prejudicada, então acho que não virá para nenhum”, disse Amarildo.

Jornal Midiamax