O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), que é presidente regional do PP vai dar continuidade ao processo de expulsão de seu vice, Gilmar Olarte (PP), por infidelidade partidária por colocá-lo em situações desagradáveis.

“O vice-prefeito tem cometido atos de extrema e grave infidelidade partidária. Ele tem andado por ai me posta em situações extremamente desagradáveis”, afirmou Bernal durante assinatura de transferência dos Centros de Educação Infantil (Ceinfs) para a Secretaria Municipal de Educação (Semed), na manhã desta segunda-feira (20).

Logo após o início do mandato, Bernal brigou com Olarte e desde então deixou de ir à prefeitura. Segundo informações, eles quase chegaram às vias de fato. Depois disso, a relação entre os dois ficou estremecida.

Depois disso, Bernal passou a atacar seu vice e a culpá-lo pela crise política. Para o prefeito, a investigação dos vereadores e a crise política que ele enfrenta é motivada por Olarte que quer ocupar a cadeira dele. Hoje, Bernal voltou a reafirmar que seu vice estaria jogando contra ele.

“Ele já propôs compartilhar a prefeitura com meus adversários e pra isso ele quer chegar ao poder. Se ele quer ganhar na urna, se ele quer ganhar a eleição ele tem de ser candidato”, criticou Bernal.