A adesão de Paulo Pedra (PDT) à base do prefeito Alcides Bernal (PP) ainda não foi confirmada oficialmente. Porém, tudo indica, que ela deve sair do “boca a boca” quando o prefeito publicar a nomeação de um filiado ao partido para a Agência Municipal de Habitação.

O presidente estadual do PDT, João Leite Schimidt, declarou há alguns meses que o fato do PDT ter disputado a eleição com Bernal em 2012 dificultaria um entendimento. A coerência do presidente chamou a atenção, visto que há processos de Bernal contra Dagoberto Nogueira (PDT). Todavia, depois de perder o mandato e voltar à Câmara com liminar, Paulo Pedra recebeu aval do partido para tomar a decisão que achar mais conveniente.

“O vereador Paulo Pedra está liberado para fazer o compromisso que entender. Ele é presidente do diretório municipal e a questão é local. Mas, acredito que neste ano não dá mais para conversar”, avaliou Schimidt. Questionado sobre o julgamento de Bernal na Câmara, que pode acontecer no dia 30 de dezembro, o presidente acabou entregando o compromisso de Pedra com Bernal.

“O Pedra tem compromisso com ele. Vai ajudá-lo”, confidenciou. Questionado se este compromisso seria firmado independentemente de nomeação, Schimidt acabou dizendo que o vereador está livre, leve e solto para resolver.

Procurado pela reportagem, o vereador Paulo Pedra disse que não está na base do prefeito e afirma que nem está preocupado com uma possível nomeação para favorecer o partido. O vereador afirma que, embora esteja bem perto de tomar uma decisão, vai aguardar passar o Natal para fazer uma avaliação. “Não estou nem na oposição e nem na situação. Estou avaliando tudo”, concluiu.