Política

Sem proposta de Puccinelli, cabos e soldados mantêm Operação Tolerância Zero

A Polícia Militar decidiu continuar com a Operação Tolerância Zero até esta sexta-feira (20), quando uma nova assembléia geral será realizada na Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul). A decisão partiu da diretoria da ACS (Associação de Cabos e Soldados) que finalizou, em instantes, uma reunião a portas fechadas na […]

Arquivo Publicado em 17/04/2012, às 15h16

None

A Polícia Militar decidiu continuar com a Operação Tolerância Zero até esta sexta-feira (20), quando uma nova assembléia geral será realizada na Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul).


A decisão partiu da diretoria da ACS (Associação de Cabos e Soldados) que finalizou, em instantes, uma reunião a portas fechadas na entidade, após encontro com o governador André Puccinelli (PMDB), na manhã desta terça-feira (17), na PGE (Procuradoria Geral do Estado).


“O martelo ainda não foi batido e a negociação continua. Vamos manter tolerância zero até sexta-feira contra o crime e a falta de estrutura de trabalho. Tudo o que foi repercutido na PGE vai ser levado para a tropa”, apontou o presidente da ACS, Edmar Soares da Silva.


Hoje pela manhã, após a reunião, o governador disse em entrevista à imprensa que mantém o percentual de 5% da negociação salarial. O que não é confirmado pela ACS. Segundo a assessoria da ACS, Puccinelli disse outro valor para a associação, entretanto eles não podem divulgar. O valor seria mais alto que 5%.

Jornal Midiamax