O governador (PMDB) ainda está tentando encontrar uma maneira de dar uma ocupação a vereadora Magali Picarelli (PMDB), que não conseguiu se reeleger e ficará sem mandato em 2013. Puccinelli declarou na tarde desta sexta-feira (9), durante entrega de casas, que “por causa da qualidade dela”, encontrará uma atribuição.

O governador confidenciou que está difícil levar Magali para a Câmara, pois a vereadora eleita, Carla stephanini (PMDB), não deseja abdicar do mandato para ocupar vaga no Estado e abrir espaço para Magali. A vereadora eleita, que antes ocupava o cargo de subsecretária da Mulher e da Promoção da Cidadania, não deseja retornar a função, mesmo que seja no comando de uma secretaria.

Caso não consiga convencer Carla de ajudar a colega de partido, Puccinelli pretende levar outro vereador da coligação para que Magali não fique sem mandato: “Se alguém quiser alguma coisa. Mas, tem que ter aptidão”, explicou.

Magali só assume a vaga com a saída de um dos sete vereadores eleitos pela coligação entre PR e PMDB: Carla Stephanini, Paulo Siufi (PMDB), Vanderlei Cabeludo (PMDB), Mário César (PMDB), Edil Albuquerque (PMDB), Grazielle Machado (PR) ou Jamal Salém (PR).