Política

Alheio ao assédio do PMDB, Bernal se reúne com Murilo em busca de aliança com o PSB

Na corrida por aliados, o deputado estadual Alcides Bernal (PP) vai a Dourados, na próxima quinta-feira (26), para discutir com o prefeito Murilo Zauith (PSB) coligação em Campo Grande e em Dourados. A estratégia de Bernal é fechar aliança com o PSB na Capital em troca do apoio do PP à reeleição de Murilo. A […]

Arquivo Publicado em 24/04/2012, às 17h35

None

Na corrida por aliados, o deputado estadual Alcides Bernal (PP) vai a Dourados, na próxima quinta-feira (26), para discutir com o prefeito Murilo Zauith (PSB) coligação em Campo Grande e em Dourados. A estratégia de Bernal é fechar aliança com o PSB na Capital em troca do apoio do PP à reeleição de Murilo. A negociação pode ainda passar por Rochedo, Corguinho e Rio Negro, onde os partidos também planejam caminhar juntos na eleição.


Depois de o PT ratificar o projeto de candidatura própria, Bernal viu desmoronar o plano de conquistar o apoio do partido na disputa pelo comando da prefeitura da Capital. Agora, ele mira todas as armas a fim de atrair o PSB para seu arco de aliança e garantir um bom tempo de propaganda política na televisão e rádio. “Vou na quinta-feira a Dourados para conversar com o Murilo”, contou o progressista.


A sorte de Bernal é contar com o apoio irrestrito de lideranças importantes do PSB, como do deputado estadual Lauro Davi (PSB). Também contribui para o pré-candidato do PP parceria formada com o PSD, do ex-suplente de senador Antonio João Hugo Rodrigues, que recebeu de Murilo garantia de apoio em Campo Grande.


O prefeito de Dourados, da mesma forma que Bernal, corre atrás de aliados para pavimentar sua reeleição. Ele também enfrenta dificuldades diante da ameaça de candidatura própria do PMDB e da pressão de parte dos parceiros em tirar do PT a vaga de vice. Daí a importância de garantir a participação do PP em seu arco de aliança.


Assédio do PMDB


Já Bernal, além de lutar para atrair parceiros, enfrenta o assédio do PMDB. O partido tenta desmontar seu projeto de candidatura própria para pavimentar a vitória do deputado federal Edson Giroto (PMDB) e manter a hegemonia da legenda na administração da Capital.


Nesta terça-feira (24), o governador André Puccinelli (PMDB) informou manter diálogo com Bernal. Na semana passada, Giroto declarou que “vai dar certo” aliança com o PP. As declarações irritam Bernal, que nega abrir mão do projeto de candidatura própria. Segundo ele, tudo não passa de “boataria” para prejudicar o PP em Campo Grande.

Jornal Midiamax