Denúncia protocolada no MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) nesta quarta-feira (24), aponta superfaturamento em coffee breaks na prefeitura de Rio Brilhante, distante a 161 quilômetros de Campo Grande.

Segundo a denúncia, enquanto a Previdência de Rio Brilhante contratou coffe break tipo I para servir 15 pessoas ao custo de R$ 106,97 a unidade, a prefeitura contratou o mesmo serviço, com o mesmo número de pessoas, pelo dobro, desembolsando R$ 269,00 por pessoa. Assim, o total gasto ficou em R$ 67.250,00.

Em um novo comparativo, a previdência também realizou coffe break tipo II- para 50 pessoas por R$ 333,34 a unidade. Já a prefeitura gastou com 50 pessoas, R$ 1.317,00 a unidade. O total gasto pela administração foi de R$ 225.207,00.

Por fim, a previdência da cidade também gastou com coffe break tipo III para 100 pessoas, o valor de R$ 638,95 a unidade. Do outro lado, a prefeitura desembolsou para o coffe break tipo III – para 100 pessoas, o valor de R$ 1.910,00 a unidade. O total a ser gasto pela prefeitura com este item foi de R$ 200.550,00.

A empresa contratada em ambos os contratos, foi a Padaria e Confeitaria Brilhante Eireli. Segundo informações de leitor que preferiu não se identificar, o proprietário do estabelecimento que fornece os alimentos possui grau de familiaridade com um dos secretários da administração.

Questionado pela equipe de reportagem do Midiamax, o prefeito da cidade, Lucas Feroni (MDB), afirmou que o fornecedor não possui parentesco com o atual secretário. Quanto ao superfaturamento, não soube explicar e assegurou que irá apurar as informações precisas sobre os contratos. O espaço segue aberto para manifestação.