A ultrapassagem em faixa contínua e dirigir sem CNH (Carteira Nacional de Habilitação) foram as principais infrações da Operação Finados nas rodovias estaduais e municipais de e Dourados. Unidades Operacionais do (Departamento Estadual de de Mato Grosso do Sul) realizaram a Operação Finados 2023 entre 2 e 5 de novembro.

Ao todo foram aborados 465 condutores e emitiram 303 autuações. A lista de infrações mais cometidas são: dirigir sem cinto de segurança, conduzir veículo sem possuir CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e ultrapassar em faixa contínua.

Foram 41 autuações por dirigir sem usar o cinto de segurança, 33 por faróis desligados no período noturno, 31 por licenciamento vencido, 27 por estacionar o veículo no passeio ou sobre faixa destinada a pedestre, 23 por conduzir veículo com placa sem condições de legibilidade, além de 15 sem possuir CNH (Carteira Nacional de Habilitação), 12 por ultrapassagem em local proibido e 6 por embriaguez ao volante.

Em Dourados, a Operação Finados flagrou uma pessoa portando CNH falsificada. O condutor foi preso em flagrante e alegou ter adquirido o documento na categoria “D” e com a observação “EAR”, no Estado do (PR) pelo valor de R$ 2 mil. “Essa situação representa um alto risco para a Segurança Viária, colocando em perigo a vida das pessoas que circulam nas vias públicas”, pontua o chefe de fiscalização do Detran-MS, Ruben Ajala.