Gestante atropelada por caminhão em acidente no Jardim Monte Alegre passa por exames na Santa Casa

Piloto da moto morreu no local
| 17/06/2022
- 06:40
Gestante atropelada por caminhão em acidente no Jardim Monte Alegre passa por exames na Santa Casa
(Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

A gestante de 29 anos, garupa da motocicleta envolvida em acidente com um caminhão na tarde desta quinta-feira (16), passou por exames na Santa Casa de Campo Grande, ainda durante a noite. A Honda Biz em que ela estava era conduzida por Joice da Silva Victor, de 24 anos, que morreu no local.

O ocorreu na Rua Eva Perón e a motocicleta em que as duas estavam atingiu um carro Fiat Punto, perdeu o controle e ambas caíram ao solo. Um caminhão carregado com materiais de construção passou por cima das duas.

A gestante foi levada para a Santa Casa em estado grave e está internada no Pronto Socorro, consciente, orientada e respirando sem a ajuda de aparelhos. Ela foi medicada e passou por exames, mas segue em observação pela equipe médica do setor de ginecologia e obstetrícia.

Segundo testemunhas, as vítimas são moradoras do e seguia na Rua Eva Pérón, sentido Rua da Divisão. O motorista do caminhão estava bastante abalado com o acidente.
Imagens de câmeras de segurança instaladas próximas ao local do acidente registraram o momento em que a motocicleta atinge a traseira do veículo e, em seguida, cai ao chão e é atropelada pelo caminhão.

WhatsApp Image 2022 06 16 at 16.44.49 - Gestante atropelada por caminhão em acidente no Jardim Monte Alegre passa por exames na Santa Casa
(Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

'Parei na hora', diz caminhoneiro

Segundo informações de uma testemunha que mora em frente ao local do acidente, o barulho foi muito forte. Quando saiu para ver o que havia acontecido, se deparou com as vítimas estiradas no asfalto.

"Ela morreu em questão de segundos", relata testemunha que não quis se identificar. Ela ainda contou que a barriga (da gestante) chegou a virar, a mulher gritava muito e dizia que não estava sentindo nenhum movimento do pescoço para baixo, conta.

O motorista do caminhão de 51 anos, falou estar seguindo na mão dele, momento em que teria ouvido o barulho e sentiu que o eixo levantou. "Parei na hora", afirma.

As viseiras dos capacetes, ficaram destruídas, uma delas chegou a ficar a cerca de 50 metros do local do acidente por conta do impacto.

Veja também

Leiturista foi até a delegacia e disse que foi atacado pela cachorra e só se defendeu

Últimas notícias