Secretário atribui caos na saúde pública da Capital a excesso de acidentes de trânsito

O secretário municipal de Saúde de Campo Grande, Dr. Jamal Salem, atribuiu o caos na saúde pública ao excesso de acidentes de trânsito. “É o que está aumentando o número de internados. Se não combatermos a causa não adianta liberar outro hospital”, disse, referindo-se ao Hospital do Trauma. Segundo Jamal, já foi pedida a liberação […]
| 15/08/2014
- 01:17
Secretário atribui caos na saúde pública da Capital a excesso de acidentes de trânsito

O secretário municipal de Saúde de Campo Grande, Dr. Jamal Salem, atribuiu o caos na saúde pública ao excesso de acidentes de trânsito. “É o que está aumentando o número de internados. Se não combatermos a causa não adianta liberar outro hospital”, disse, referindo-se ao Hospital do Trauma. Segundo Jamal, já foi pedida a liberação para o Ministério da Saúde.

O secretário revelou que o prefeito Gilmar Olarte (PP) quer tomar “medidas enérgicas”: se reunir com a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) e com a Polícia, para diminuir o número de acidentes.

De acordo com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), a média de pacientes internados em UPAs (Unidades de Pronto-Atendimento) esperando vaga em hospital é de trinta por dia. “As vítimas de acidentes estão ocupando vagas que deveriam ser destinadas a casos mais graves”, aponta Jamal.

Hospital do Pênfigo

O secretário de Saúde esteve na tarde desta quinta-feira (14) no Hospital do Pênfigo, para agradecer pela abertura de quatro vagas em leitos adultos. Jamal afirmou que o hospital não disponibilizará mais leitos.

Hospital Universitário

Sobre apoio do Hospital Universitário, Jamal informou que fará visita, ao secretário estadual de Saúde, Antônio Lastoria. A Sesau declarou que serão tomadas medidas com o Ministério Público para que o hospital ajude a desafogar a superlotação da Santa Casa, que não está mais recebendo pacientes do setor de ortopedia.

A Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares) revelou em nota que o Hospital Universitário que não recebeu ofício da Sesau e que não teve aumento na demanda. “Estamos prontos a receber os pacientes ortopédicos de acordo com a capacidade da unidade”.

Sobre os equipamentos de raios X, que o hospital estava em manutenção, a Ebserh informou que ele já foi entregue para uso na terça-feira (12).

Veja também

Vítima teria perdido o controle ao passar em alta velocidade por quebra-molas

Últimas notícias