Em janeiro, uma empresária de Campo Grande descobriu dívida de mais de R$ 1,5 milhão ao levar um golpe do próprio contador. Em 7 anos de empresa, a assessoria contábil contratada não teria pago os impostos devidos, mesmo tendo recebido o para tal finalidade.

“O contador enviava um documento com os valores que tinham que ser pagos de impostos e minha mãe mandava o dinheiro por um motoboy. Até que recebi mensagem de uma empresa para renegociar dívida de R$ 77 mil, assustei e fui atrás de mais informações”, conta.

Desde que descobriu a situação, a dívida só cresce. Além do boletim de ocorrência, a empresária procurou advogados para ações civil e criminal. “Ele [o contador] não fez o básico, tem uma de R$ 900 mil e ainda posso perder a empresa”, conta.

Profissional teve registro cassado em 2021

O profissional acusado de aplicar o golpe na empresária é técnico em contabilidade e teve seu registro profissional cassado em dezembro de 2021. Apesar disso, continua prestando serviço de assessoria contábil.

A própria empresária lesada afirma que o escritório dele continua funcionando normalmente, mesmo após a descoberta do golpe. A cassação do registro e informações da polícia são de que o homem tem histórico de problemas com clientes.

O CRC/MS (Conselho Regional de Contabilidade) explica que o registro foi cassado por 5 anos e todos os órgãos foram avisados da do direito de exercer a atividade. Com isso, ele não deve conseguir fazer o trabalho de contabilidade, mas alguém pode assinar os documentos por ele.

Em Mato Grosso do Sul, apenas três profissionais de contabilidade já tiveram o registro cassado. A medida é considerada extrema e realizada após investigação e julgamento por alguma infração grave.

Como obter informações sobre o profissional

Presidente do CRC/MS, Otacílio dos Santos explica que o Conselho é um órgão fiscalizador, e que recomenda que todo cliente, ao contratar o serviço de assessoria contábil, busque saber se o profissional está apto para a função.

“Existem maneiras do contratante do serviço contábil saber se aquele profissional está apto. A mais fácil é solicitar a carteira de identidade do contador e procurar no site o Certificado de Habilitação Profissional”, explica. Para acessar o serviço clique aqui.

Se o profissional estiver regular, todas as informações referentes ao registro profissional vão aparecer na tela. Mas, caso tenha problemas, aparece uma mensagem pedindo para que a pessoa entre em contato com o CRC.

O serviço é nacional e pode ser consultado sobre qualquer profissional do país. O presidente esclarece, ainda, que em casos de desconfiança, qualquer pessoa pode procurar o Conselho para obter informações sobre o profissional ou realizar denúncias.