A PMA (Polícia Militar Ambiental) de autuou três infratores em R$ 3,1 mil por extração de madeira ilegalmente e apreende 7 m³ de madeira, motosserra ilegal e caminhão.

De acordo com a polícia, a PMA recebeu denúncias, de que pessoas estariam explorando madeira ilegalmente no município, na região do assentamento Tamarineiro. A equipe foi ao local e surpreendeu três homens que derrubavam árvores e exploravam a madeira em forma de lenha em dois pontos de vegetação do assentamento sem a licença ambiental. Em um lote de um dos infratores, de 52 anos, residente em Corumbá, os agentes encontraram um total de 1 m³ de lenha. A madeira foi apreendida e ele foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 300.

Outro infrator, de 40 anos, também residente em Corumbá, explorava a madeira com uma motosserra, para a qual não possuía o Documento de Porte e Uso (LPU), que é a licença ambiental obrigatória para a utilização deste tipo de máquina, o que também se caracteriza como crime ambiental. Ele foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 1 mile a motosserra foi apreendida.

Por último, o motorista de um caminhão (26), que carregaria a madeira explorada ilegalmente para uma cerâmica em Corumbá, onde já estavam carregados 6 m³ de madeira explorada pelos três infratores, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 1.800 . O veículo e a madeira foram apreendidos.

Os três infratores foram conduzidos, juntamente com o material apreendido, à de Polícia Civil de Corumbá e responderão por crime ambiental de exploração ilegal de madeira, que prevê de seis meses a um ano de detenção. O dono da motosserra também responderá por crime ambiental de uso de motosserra sem documento ambiental, com pena prevista de três meses a um ano de detenção.