Segundo envolvido na morte da idosa Nilza Bezerra de Paula, de 77 anos, em Aral Moreira, foi preso na segunda-feira (23) em Dourados, cerca de 150 km do local do crime. O assassinato aconteceu em janeiro de 2022.

O primeiro rapaz foi preso temporariamente na época logo após ser identificado. Ele foi encontrado pela Polícia Militar às margens da MS-485.

Após a prisão, a polícia conseguiu a identificação do segundo envolvido. O delegado responsável pelo caso representou pela prisão preventiva dos dois e na segunda-feira policiais civis conseguiram prender o 2º autor, que estava em Dourados. A motivação para o crime não foi informada.

Caso

O corpo da vítima foi encontrado na rua, sem as roupas. Segundo a Polícia Militar, testemunhas colocaram um cobertor branco sobre o corpo da vítima, encontrado na rua. A aproximadamente 50 metros da vítima os policiais encontraram um par de chinelos e uma dentadura, perto de uma poça de sangue.

A princípio, a idosa teria sido morta espancada. Uma testemunha relatou que a vítima era alcoólatra e precisava de cuidados constantes, porque ‘fugia’ de casa com frequência.