Moradores do Bairro Maria Aparecida Pedrossian, em Campo Grande, onde morava José Carlos Santana, conhecido como o ‘Maníaco do ’, evitam falar sobre o caso. Investigações realizadas pela Polícia apontam que o ‘Maníaco do Parque das Nações Indígenas estuprou quatro mulheres desde que foi solto há dois anos. Ele foi preso nesta segunda-feira (2).

Na rua, que conta com poucas casas, apenas um dos vizinhos comentou sobre José Carlos. “Eu o conheci depois que ele voltou da Europa por causa desses problemas”, disse se referindo aos estupros que o levaram à condenação de 10 anos em 2007. “Acho que isso só pode ser doença, ou falta de Deus”, continou ao falar sobre os crimes cometidos por José Carlos.

Na casa onde o ‘Maníaco do Parque das Nações Indígenas’, morava, uma mulher se recusou a falar com a equipe de reportagem. Os demais vizinhos também foram procurados, mas não quiseram comentar o assunto.

Maníaco do Parque das Nações Indígenas

Em 2007, José Carlos foi preso depois de estuprar 10 mulheres. Em fevereiro de 2016 ele passou a cumprir pena em regime semiaberto em progressão. Segundo a (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário Estadual), desde outubro de 2021, José Carlos estava em regime aberto cumprindo a pena em outra cidade com autorização judicial.

Ele foi preso nessa segunda-feira (2) por equipe da (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher). A Polícia informou que ele tinha um lava-jato na região, no entanto, os moradores da cidade afirmam que nunca o viram por lá. Nas redes sociais, José Carlos, aparece falando sobre limpeza de automóveis.

A delegada, Elaine Benicasa revelou que ao ser preso, o ‘Maníaco do Parque das Nações Indígenas’ alegou que não conseguia se ‘controlar’ e ‘orava’ quando cometia os estupros.

Imagens de câmeras de segurança das ruas de Campo Grande mostram José Carlos perseguindo mulheres pelas ruas. Os estupros eram cometidos sempre pela manhã, quando as mulheres saiam para trabalhar. As vítimas eram escolhidas de forma aleatória.

As investigações apontam que nos últimos dois anos, o ‘Maníaco do Parque das Nações Indígenas’ estuprou quatro mulheres, uma delas, uma adolescente de 17 anos, no entanto, a Polícia não descarta a possibilidade dele ter feito mais vítimas.

Saiba Mais