Traficantes movimentavam mais de meia tonelada de cocaína por mês da região de fronteira com o Paraguai para o Paraná. A informação é do delegado do SIG (Setor de Investigações Gerais), Erasmo Cubas, a respeito da Olhos de Lince, realizada com apoio da PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Ainda segundo Cubas, foram cumpridos mandados de busca e apreensão e a Operação contou com a participação das delegacias de Ivinhema, Nova Andradina e , além da Denarc (Divisão Estadual de Narcóticos) da Polícia Civil do Paraná.

As investigações tiveram início depois que equipes da Polícia Rodoviária Federal e do Setor de Investigações Gerais interceptaram um veículo Jeep Compass, com 90 quilos de cocaína, em setembro deste ano.

A partir desta ação, uma série de levantamentos que consistiram em monitoramento e observação foram realizados para identificar veículos que atuavam para a organização criminosa.

Os agentes apuraram que um grupo de paranaenses e sul-mato-grossenses atuava no transporte de cocaína da cidade de para municípios do noroeste do Paraná, semanalmente.

O transporte da era feito por meio de veículos em nome de diversas pessoas. As cargas de cocaína, segundo Cubas, eram sempre acompanhadas por batedores.

Diante do constatado, foi representado ao Poder Judiciário, que concedeu 12 mandados de busca e dois de prisão, nos estados do Paraná e Mato Grosso do Sul.

A ‘Olhos de Lince’ foi desencadeada em , Mariluz (PR), Cianorte (PR), Sarandi (PR), Maringá (PR), Nova Esperança (PR) e Rondon (PR). A ação integrada contou com 60 agentes de segurança, dentre policiais civis, rodoviários federais e equipes de cães.

Ao todo, foram apreendidos 15 celulares, dois veículos de luxo, diversos contratos de locação de imóveis comerciais, comprovantes de depósitos de valores em nome dos alvos da operação e documentos de veículos ligados ao grupo criminoso.

Já no estado do Mato Grosso do Sul, após a constatação pela equipe de cães da presença de entorpecentes, foram apreendidos 92 tabletes de de cocaína que totalizaram 112 quilos. A droga estava escondida em diversos compartimentos ocultos. Um homem foi preso.