A polícia investiga um suposto estupro de uma de 3 anos, em uma creche informal, em , após médicos acionarem militares até a unidade de saúde durante a madrugada desta quinta-feira (6). O caso foi registrado na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

A mãe contou aos policiais que trabalha o dia todo e a filha fica em uma creche informal nas proximidades de sua casa, sendo que a proprietária do local busca e leva a menina todos os dias. Quando chegou em sua residência e foi dar banho na criança, percebeu uma vermelhidão nas partes íntimas.

A mulher, então, questionou a filha se alguém tinha mexido, dado banho e ela respondeu que a tia havia dado banho nela. Desconfiada de um possível abuso, a mãe levou a filha até o , mas relatou aos médicos que a menina tem algumas alergias. 

Foram feitos exames, mas nada conclusivo e a mãe com a criança encaminhada para a delegacia, onde foi registrado boletim de ocorrência por estupro de vulnerável. 

O caso deve ser investigado pela (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente).