Um homem de 30 anos é acusado de estuprar a enteada, de 12, quase todos os dias nos últimos 4 anos em . A denúncia na foi feita pela madrasta da menina nesse domingo (12), logo após o último abuso.

A mulher de 25 anos contou que soube pela avó da vítima que a enteada era estuprada pelo padrasto e que não queria mais morar com a e o autor.

A vítima pediu para morar com a avó ou com o pai, pois não aguentava mais viver na residência. Desesperada, disse ainda que se ficasse mais um dia na residência iria se suicidar. Ao questionar o motivo, a contou que era abusada desde os 8 anos pelo atual marido da mãe.

Os abusos aconteciam quase todos os dias quando a mãe não estava em casa, ou à noite quando estava dormindo. Ela era obrigada a fazer sexo vaginal e oral. A menina relatou ainda que chegou a contar para a mãe, mas ela não acreditava na filha.

Disse ainda que ao questionar o autor, ele negava e ainda batia na menina e na esposa.

O último abuso teria ocorrido no domingo (12). O caso foi registrado como estupro de vulnerável.