Ana Paula Pridonik, de 27 anos, morreu na tarde desta terça-feira (1º), na de Campo Grande, após ser socorrida com ferimento na cabeça provocado por de fogo em condomínio no Bairro Antônio Vendas.

Equipes do Corpo de Bombeiros, Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), além da Polícia Militar, foram acionadas para o local. A mulher ainda apresentava sinais vitais quando o socorro foi chamado. O óbito de Ana Paula foi constatado às 14h50.

A polícia ainda vai investigar as circunstâncias do ocorrido.

(Redes sociais)

Pridonik era esposa do pecuarista Garon Maia Filho, que morreu com o filho Francisco Veronezi Maia, de 12 anos, após o avião onde estavam cair na região de Vilhena, em Rondônia, no sábado (29).

Os corpos de pai e filho foram velados desde a noite de segunda-feira (31) e sepultados na manhã desta terça-feira. Ana Paula chegou a postar nas redes sociais o quanto estava sofrendo com a perda do marido. “Eu deveria ter ido junto quando você me chamou meu amor, não vou conseguir ficar aqui sem você meu companheiro…”, publicou.

Nas redes sociais de Ana Paula havia constantes publicações e postagem do amor que sentia pelo marido. Em uma delas, chegou a postar um vídeo tatuando no braço as iniciais de Garon.

Nas redes sociais de Ana Paula há várias postagens exaltando o quanto era apaixonada pelo marido. (Redes sociais)

Queda de avião

A aeronave teria seguido para a região de Vilhena, em Rondônia, onde seria abastecida. No entanto, o avião desapareceu e a FAB (Força Aérea Brasileira) foi acionada. Durante as buscas, um pecuarista acabou localizando o avião na área de mata, em sua propriedade rural. A FAB também já havia confirmado a queda.

Conforme as notícias locais, Garon era piloto com experiência. Ele tinha fazendas em Rondônia. Nas fazendas da família Garon, a criação era de gado de corte, além de lavouras. Ele vivia em uma das fazendas em Vilhena de onde havia partido o avião bimotor na companhia do filho que passava as na casa do pai.

O pai de Garon morreu em 2022 de câncer. O patriarca da família chegou a ter uma empresa de táxi aéreo. Braulino Basílio Maia Filho foi um dos maiores pecuaristas no Brasil e fundou mais de 50 fazendas, tendo mantido um rebanho com, em média, 40 mil cabeças de gado.

Um vídeo que circulou na internet, mostra o tio do adolescente gravando o sobrinho pilotando enquanto toma uma cerveja. Os corpos de pai e filho foram velados em Campo Grande. O tio é casado com a blogueira Mariah Bernardes Maia.

Saiba Mais