Uma mulher de 34 anos foi ferida a tiros nas regiões da boca e da perna pela proprietária de um bar em , a 407 km de Campo Grande. O caso aconteceu na madrugada do último sábado (02). 

De acordo com o boletim de ocorrência, a polícia foi chamada por populares que ouviram disparos de arma de fogo. No local, os agentes encontraram a mulher trans de 50 anos que é proprietária de um bar. Ela afirmou que os tiros teriam sido realizados na quadra seguinte, a 100 metros. 

Contudo, os agentes não encontraram o local e retornaram ao bar, onde verificaram marcas de sangue na calçada. O rastro por algumas ruas levou até a vítima, uma mulher trans de 34 anos, que estava caída na calçada ensanguentada, mas consciente. 

Ao ser questionada sobre o que ocorreu, a mulher relatou que tinha sido ferida pela proprietária do bar. 

A mulher foi levada para a da cidade por uma equipe do Militar de Mato Grosso do Sul. 

Uma equipe da Polícia Civil e da Perícia Técnica foram até ao local e verificaram que as marcas de sangue começaram no bar. A possível arma usada no crime foi encontrada jogada embaixo do balcão caída por cima de várias garrafas. Foi encontrada uma ao lado, mas não foi possível verificar se a arma estava envolvida na ação criminosa. 

Foram feitas buscas pela possível autora do crime, mas ela não foi encontrada. No boletim de ocorrência ainda constam informações da Santa Casa sobre o estado de saúde da vítima, que ficou internada para procedimentos médicos, mas não corria risco de morrer. 

O boletim médico apontou que ela foi alvejada por dois disparos de arma de fogo, um no lado direito da boca e outro no membro inferior direito. 

Análise da perícia apontou que a arma possivelmente utilizada no crime se trata de um revólver calibre .32, sem marca aparente, contendo 05 cápsulas percutidas. Destas, uma não foi deflagrada. 

O caso foi registrado como homicídio simples na forma tentada na 1ª Delegacia de Polícia de Paranaíba.