Uma mulher de 75 anos denunciou à polícia, nesta quinta-feira (23), uma clínica de cuidados com idosos por maus-tratos, depois que o , a qual ela cuidava anteriormente, e que está abrigado no local, informou que passa e é dopado por remédios. Ao tentar visitar a clínica, que fica na Vila Antônio Vendas, a mulher foi impedida de entrar.

Conforme o boletim de ocorrência, a mulher esteve com o idoso, de 69 anos, por cinco anos, depois pediu para que a irmã dele continuasse os cuidados e tratamento. A irmã então o encaminhou para a clínica para que ele recebesse os tratamentos, mas, segundo a mulher, desde então não teve mais contato com a vítima.

Ainda conforme a mulher, no domingo (19) teria recebido mensagens do idoso dizendo que está passando muita fome, não recebe atenção o suficiente, fica muito sozinho, dopado de remédios, dormindo em cama sem forro. Disse ainda que não pode receber visitas e tiram o seu aparelho celular para evitar contato com os próximos.

Nesta quinta-feira (23), a mulher resolveu ir até o local na companhia de uma amiga, mas foi impedida de entrar. Consta ainda no registro policial que foi feito contato com a enfermeira responsável que informou que o idoso não poderia receber a visita, pois estava realizando o tratamento psiquiátrico, inclusive a mulher teria sido grossa durante ligação.

A mulher detalhou que no local havia um cachorro muito grande, móveis velhos com aparência de ser abrigo de ratos e baratas, além de paredes e ambientes sujos.

O caso foi registrado como maus-tratos na e será investigado.

Saiba Mais