Um gerente de uma empresa é acusado por importunação sexual por levar uma faxineira, de 19 anos, para um ‘quartinho da limpeza’ e tentar beijá-la à força várias vezes, na casa do suspeito, em uma cidade no interior de Mato Grosso do Sul, na manhã dessa terça-feira (14). O crime foi denunciado pela vítima à de polícia do município.

A jovem foi contratada para fazer diárias em uma empresa e, após terminar o trabalho, foi informada de que teria que limpar a casa do gerente. Ao chegar na residência, o homem começou a elogiar e passar a mão no rosto dela, além de chamá-la para sentar em um sofá de dois lugares com ele, segundo o relato dela à polícia.

Depois, ele começou a tentar beijá-la por diversas vezes, mesmo a vítima se esquivando. A jovem ainda foi levada para um quarto, e o gerente pediu que ela fechasse a porta e sentasse na cama, onde tentou beijá-la novamente. Ela correu em direção à porta e o suspeito se escorou, apagou a luz e tentou mantê-la dentro do quarto.

Após os fatos, a vítima, muito nervosa com o ocorrido, fugiu do gerente e ele a levou para o cômodo onde ficam os produtos de limpeza. Ele disse que iria se ausentar da residência, momento em que a jovem conseguiu sair do local.

O caso foi registrado como importunação sexual na DP (Delegacia de Polícia Civil) e as autoridades policiais investigam o crime.

Saiba Mais