O assassinato do vereador paraguaio Teobaldo Aquino, de 43 anos na noite desta terça-feira em Capitán Bado, na fronteira com no Mato Grosso do Sul, mobiliza policiais paraguaios e brasileiros.

O vereador do PLRA (Partido Liberal Radical) foi atacado por dupla de pistoleiros que estavam em motocicleta, quando saía de uma sessão da Câmara. Teobaldo foi alvejado com tiros de pistola 9 milímetros.

A Polícia Nacional compartilha informações com a Polícia de Mato Grosso do Sul, uma vez que os criminosos podem ter fugido para o lado brasileiro. Até o momento, não há informações sobre o que teria motivado o crime.

A execução de Teobaldo Aquino aconteceu na rua Lomas Valentinas entre Mayor de Jesús Martínez e Capitán Gimenez, no bairro Primavera. Ele conduzia uma caminhonete Toyota Hilux, cor branca, cabine dupla.