A esposa de Jorge Soares Santana “Jorjão” (PSDB) presidente da Câmara de Vereadores de Anaurilândia, cidade a 377 km de Campo Grande, denunciou o marido por agressão durante discussão familiar na noite de domingo (1°).

Conforme o boletim de ocorrência, o casal estava em um balneário local, quando Jorjão teria saído na frente e acabou chegando em casa alguns minutos antes da esposa. Ao chegar e descer do veículo, ambos começaram a discutir.

A mulher relatou à polícia que entrou na residência, momento em que o marido a seguiu e a segurou pelo braço, apertando-a na parede. Em seguida quebrou o aparelho de ar condicionado e ainda pegou uma faca.

Para se defender a mulher se escondeu no quarto da filha. No meio da briga, os pais da mulher chegaram para cessar a discussão.

O homem pegou as roupas e chaves do carro da esposa e saiu. A Polícia Militar foi aciona e a mulher foi levada para até o hospital para exames de corpo de delito.

A mulher contou ainda que tinha medida protetiva contra o marido, mas retirou após ser ameaçada a perder o emprego, o qual ele teria ajudado. A faca foi apreendida e o caso será investigado.

Em conversa com o Jornal Midiamax, o Presidente da Câmara negou as agressões. Segundo ele, houve realmente uma discussão, porém seriam situações corriqueiras de casal. “Eu nunca bati nela. Eu tenho 1 metro e 90, 110 kg ela é baixinha, nunca faria isso. O ar condicionado estava mal encaixado e eu derrubei”, explicou Jorjão.

“Não foi nada de mais. É uma inverdade. Não existe medida protetiva. Ela não fez e nem precisou fazer exame de corpo de delito. Não persegui ninguém. Nós estamos juntos há três anos, temos um filho e já estamos bem”, disse.