O corpo de Júlio César da Silva, de 29 anos, encontrado nesta madrugada de sexta-feira (17), no bairro Nova Lima, em , teria sido desovado no local, segundo informações da polícia passada à família de Júlio.

A família de Júlio disse ao Jornal Midiamax que o rapaz já era morador em situação de rua há tempos, e que tinha filhos, mas não era casado. Foi autorizada a de órgãos de Júlio. A família não soube dizer se a vítima estava recebendo ameaças ou se tinha rixa com alguém.

Júlio teria sido assassinado em outro local e o corpo desovado embaixo da árvore, no bairro. O crime teria ocorrido antes das 4 horas da madrugada, e uma testemunha que não quis se identificar, contou ao Jornal Midiamax que o rapaz era conhecido na região, e seria usuário de drogas. 

Ele falou que estava em casa, quando um homem passou e perguntou que rua era aquela do bairro e, quando o morador respondeu, foi avisado que havia o corpo de um homem embaixo de uma árvore em uma esquina.

Por volta das 2 horas da madrugada, havia grande movimentação de pessoas em volta da árvore. A vítima estava com o rosto desfigurado e teria sido assassinada a pedradas. A polícia foi até o local e uma que estava ao lado do corpo foi apreendida.

Algumas pedras ainda estavam no local onde o corpo foi encontrado. Não há informações sobre a motivação para o crime. 

Saiba Mais