Ao sair para o horário de almoço, na tarde desta terça-feira (21), o delegado da 6ª Delegacia Fabrício Dias, encontrou a de um correndo pela Avenida Souto Maior, no Bairro Tijuca, e o salvou de um engasgamento. A estava com o corpo mole e coloração da pele roxa.

O delegado explicou que avistou a mulher correndo de toalhas na rua, pedindo por socorro. De início, ele pensou tratar-se de uma vítima de violência doméstica mas, ao chegar próximo encontrou uma segunda mulher, que estava com o bebê no colo.

As mulheres afirmaram que a criança “estava morrendo, sem respirar” e pararam em frente ao prédio do Corpo de Bombeiros, ao lado da delegacia. Ao pegar o bebê, o delegado viu que ele estava com o corpo mole e as viaturas dos bombeiros estavam em atendimento externo de outra ocorrência.

Assim, ele realizou manobras de reanimação e a criança voltou a respirar. Junto à mãe da criança, o delegado decidiu leva-la até o Hospital Regional, antes da chegada da ambulância dos bombeiros, pois ainda estava com o corpo mole. A criança ficou sob avaliação médica.