O adolescente de 15 anos apreendido pelo sequestro de duas crianças, de 5 e 8 anos, no Bairro Zé Pereira, confessou que o sequestro foi planejado e disse ter sido contratado pelo autor, pai das crianças. Ele foi ouvido em declaração prestada na Deaij (Delegacia Especializada no Atendimento à Infância e Juventude) na tarde desta quinta-feira (22).

O outro adolescente apreendido, de 14 anos, irmão das crianças sequestradas, afirmou que não sabia do crime e “só ficou sabendo quando viu os irmãos chegarem em casa”. Isso porque, durante parte do período em que ficaram com o pai, os filhos de 5 e 8 anos chegaram a ir ao imóvel.

O adolescente de 15 anos ainda explicou que conhecia o pai das crianças porque ele morava nos fundos da residência do homem, no Bairro Nova , para onde o autor se mudou após a separação da ex-esposa. Segundo o adolescente, “algumas pessoas que estavam na residência falavam que eram faccionadas ao PCC (Primeiro Comando da Capital)”, mas ele negou que tentava entrar na facção. O menor tem apenas passagem por furto.

O pai das crianças – e autor do crime – havia saído há poucos meses da cadeia e usava tornozeleira eletrônica. Contudo, quando o adolescente de 15 anos foi localizado por policiais do GOI (Grupo de Operações e Investigações) e apreendido, alegou que não recebeu nenhum valor e “faria tudo de graça”. Não foi encontrado dinheiro com ele.

Crime foi planejado, aponta polícia

O pai das crianças tinha planejado o crime e membros do PCC (Primeiro Comando da Capital) estariam envolvidos, segundo a delegada Rafaela Lobato, da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

Ao todo foram quatro pessoas presas, com idades de 18, 22, 27 e 36, um deles o pai das crianças. As crianças foram encontradas na casa da avó paterna, e agora a polícia vai investigar se a mulher teria envolvimento no sequestro.

A mãe das crianças, de 32 anos, foi agredida na cabeça e no tórax, quando levada junto dos filhos. Ela foi resgatada pelo Batalhão de Choque e pelo GOI em uma casa no Bairro Nova Campo Grande, onde era mantida em cárcere.

As crianças serão ouvidas em depoimento especial na DEPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente). Elas estão saudáveis e sem machucados. O pai foi preso e está de tornozeleira eletrônica. O pai das crianças tem passagem policial por homicídio depois de assassinar a ex-sogra com um tiro no peito.

O sequestro

Segundo a delegada Rafaela Lobato, da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), três crianças foram alvos do sequestro, mas uma menina de 11 anos conseguiu fugir e está com a família. 

Conforme a polícia, a mãe chegava com os três filhos em casa, a pé, quando foi abordada por pessoas em um carro Corsa Classic. A filha de 11 anos conseguiu fugir, mas a mãe e os outros dois filhos foram levados.

A mãe foi agredida e resgatada no Bairro Nova Campo Grande. A polícia investiga se haveria outros parentes coniventes com a situação. Um dos dois adolescentes apreendidos por envolvimento no crime, de 14 anos, é irmão das crianças e, segundo a delegada, participou do sequestro porque queria que todos os irmãos ficassem com o pai.

Assassinato da ex-sogra

Luzinete Rodrigues foi morta pelo genro, em 2010, no Bairro Lageado. O motivo do crime seria por desavenças constantes entre o acusado e os familiares da esposa, principalmente com a mulher que acabou sendo assassinada.