Suspeito de participar de assaltos contra estudantes no Parque Novos Estados vai ficar preso

Comparsa de 18 anos teve liberdade concedida
| 04/02/2022
- 17:12
Carro usado nos roubos foi apreendido
Carro usado nos roubos foi apreendido - (Divulgação)

Foi decretada prisão preventiva de Jhonny Kruki Costa, 32 anos, preso nesta quinta-feira (3) por assaltar estudantes na região do Parque Novos Estados usando um facão. Com várias passagens pelo mesmo crime e respondendo a 7 processos, ele deve seguir para o presídio enquanto o comparsa, de 18 anos, teve liberdade provisória garantida.

Os dois suspeitos passaram por audiência de custódia nesta sexta-feira (4). Em decisão, a juíza plantonista Eucelia Moreira Cassal relatou que a ação de Jhonny foi de crime cometido com violência e grave ameaça, contra estudantes que saíam da escola, de forma continuada. Além disso, ele usava arma branca e também cometia os roubos mediante concurso de pessoas.

Na audiência, a magistrada registrou que o autor já tem várias passagens por crimes de mesma natureza, além de responder a ao menos 7 processos e também registros criminais já com condenações definitivas. Foi decretada a prisão preventiva para garantia da ordem pública, conveniência da instrução criminal e aplicação da lei penal.

Já para Gabriel de Souza Malaquias, de 18 anos, foi garantido relaxamento da prisão com liberdade provisória. O carro usado nos crimes, um Fiesta prata, era do jovem, que alegou que é amigo de Jhonny e estava com ele no veículo porque o carro apresentava falhas mecânicas e o suspeito sabia uma pessoa que poderia arrumar.

Ele chegou a relatar no interrogatório que pagou pelo conserto do carro com de cocaína e resolveu depois dar umas voltas para “levantar uma grana”. A ideia inicial do trio era de invadir e furtar uma residência vazia, dividindo o dinheiro depois. Ele contou também que depois concordou com os assaltos, que dirigia o carro enquanto ‘Nino’, o rapaz que tinha arrumado o veículo, descia e cometia os roubos.

O trio dirigiu por alguns bairros, até que chegou às proximidades de uma escola particular. “Vários estudantes caminhavam com os celulares nas mãos”, disse. Assim, passaram a procurar por vítimas. O trio chegou a roubar celular e carteira de um adolescente, mas segundo Gabriel eles jogaram os objetos fora. “Não ficamos com nada das vítimas”.

‘Nino’, terceiro envolvido nos assaltos, não foi preso. A Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos), que deteve os outros dois suspeitos, pede que qualquer informação sobre o paradeiro deste homem seja repassada pelos telefones (67) 99986-0295 ou (67) 3368-6600.

Veja também

Últimas notícias