Sejusp designa servidores para fiscalizarem compra de 120 fuzis Beretta para a polícia de MS

Fábrica também fornece pistolas para a secretaria
| 18/05/2022
- 14:56
Sejusp designa servidores para fiscalizarem compra de 120 fuzis Beretta para a polícia de MS
Imagem ilustrativa (Sejusp)

Nesta semana, foram designados quatro servidores da Sejusp/MS (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) para acompanharem e fiscalizarem a compra de 120 fuzis. O armamento da fábrica D’Armi Pietro Beretta será distribuído para as forças policiais no Estado.

Conforme a publicação no Diário Oficial do Estado, assinada pelo secretário Antônio Carlos Videira, foram nomeados como gestores do contrato a major Cleide Maria da Silva — subdiretora de Material Bélico e Patrimônio da DGPL (Diretoria Gestão de Patrimônio e Logística) — e o delegado Evandro Luiz Banheti Corredato — diretor do Departamento de Recursos e Apoio Policial.

Como fiscais do contrato foram nomeados o sargento George Kendall Montania Conrado — auxiliar da Subdiretoria de Material Bélico e Patrimônio — e o investigador Rubens Esteves Neto — auxiliar do Departamento de Recursos e Apoio Policial.

Ainda de acordo com a , o contrato celebra a aquisição de 120 fuzis 7,62. As armas serão distribuídas para Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), Batalhão de Choque, BPMRv (Polícia Rodoviária Estadual), Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros), DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e CGPA (Coordenadoria Geral de Policiamento Aéreo).

Aquisição de 1.500 pistolas Beretta

Em novembro de 2021, foi publicado contrato entre a Sejusp e a empresa italiana, em valor de mais de R$ 3,3 milhões, para aquisição de 1.500 pistolas Beretta. O contrato teve início em 22 de outubro e encerra em outubro de 2022.

Fundada em Bréscia, na Itália, a empresa é uma das mais antigas do mundo na fabricação de armas e componentes. Suas pistolas modelo M9, por exemplo, têm sido usadas como arma secundária do exército dos Estados Unidos, bem como no corpo de fuzileiros, e Aeronáutica.

Veja também

Últimas notícias