Rapaz baleado por Guarda Civil aguarda avaliação para fazer cirurgia torácica na Santa Casa

Santa Casa diz que jovem está em atendimento, consciente, parcialmente orientado e comunicativo
| 09/04/2022
- 18:29
Guarda tiro (Marcos Ermínio) (23)
Pai do rapaz baleado mostra o jovem em surto anterior - (Foto: Marcos Ermínio/Jornal Midiamax)

Jovem de 18 anos, paciente psiquiátrico, baleado por um Guarda Civil Metropolitano neste sábado (9) em Campo Grande, se encontra em atendimento no Pronto-socorro da .

Segundo a assessoria do hospital, o rapaz deu entrada na unidade hospitalar às 16h47, levado pelo SAMU com histórico de ferimento por arma de fogo em região torácica.

Ele está em atendimento, consciente, parcialmente orientado e comunicativo, de acordo com a comunicação da Santa Casa.

A equipe do hospital informou ainda que o jovem já realizou exames laboratoriais e de imagens (tomografia de crânio e tórax) e segue aguardando avaliação da especialidade de cirurgia torácica.

O caso

Conforme o boletim de ocorrência, a viatura da Guarda Municipal foi cumprir ordem de serviço no e, na chegada, foram atacados pelo rapaz de 18 anos, com uma faca tipo cutelo

Dois golpes com o objeto cortante desferidos pelo jovem atingiram o vidro e uma porta da viatura. Um dos policiais então desceu do veículo e ordenou que o rapaz largasse a faca, quando o mesmo partiu para cima do Guarda Civil, segundo o registro policial.

O boletim diz ainda que o GCM (Guarda Civil Metropolitano) "não teve alternativa e fez um disparo com sua arma calibre 38 especial, com capacidade de 7 tiros, acertando na altura do tórax do paciente psiquiátrico".

Já baleado, o mesmo ainda tentou agredir o GCM, de acordo com o B.O, mas caiu logo a frente. Populares que estavam no local começaram a jogar pedras nos Guardas Civis e umas das pedras acabou acertando o braço esquerdo do Guarda que efetuou o disparo.

Diante dos fatos, os populares levaram o jovem à uma unidade de pronto atendimento e a guarnição compareceu à Depac Cepol para registrar a ocorrência. O delegado determinou o recolhimento da arma calibre 38 especial do GCM para ser encaminhada para a perícia, bem como a faca tipo cutelo do paciente psiquiátrico baleado.

Veja também

Três policiais que estavam no veículo tiveram apenas ferimentos leves

Últimas notícias