Proprietário rural é autuado em R$ 160 mil por degradação de mata ciliar e intervenções ilegais no rio Anhumas

Infrator também mantinha o gado em área de preservação permanente
| 26/06/2022
- 17:01
Proprietário rural é autuado em R$ 160 mil por degradação de mata ciliar e intervenções ilegais no rio Anhumas
(Foto: Divulgação / PMA)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Bonito, a 300 quilômetros de Campo Grande, autuou um proprietário rural em R$160 mil, na última quinta-feira (23), após o mesmo degradar a área de mata ciliar e realizar intervenções ilegais no rio Anhumas. As atividades foram realizadas sem autorização ambiental.

O aconteceu durante fiscalizações nas propriedades rurais do município, e constatou crime em uma propriedade localizada na rodovia MS-339, a 13 km da cidade.

Os Policiais verificaram que o infrator de 52 anos, morador de Cotia (SP), mantinha o gado acessando a área protegida de matas ciliares APP (Área de Preservação Permanente) do rio, afetando um total de 6 hectares. O pisoteio do gado estava provocando carreamento de sedimentos ao leito do curso d’água e, consequentemente, seu assoreamento.

IMG 20220624 WA0045 1 - Proprietário rural é autuado em R$ 160 mil por degradação de mata ciliar e intervenções ilegais no rio Anhumas
(Foto: Divulgação / PMA)

Além disso, ele efetuou estruturas de barragens com bolsas de areia e estacas de madeiras no leito do rio e também confeccionou uma barragem de concreto com dois canos de PVC, para captação de água para abastecer uma lagoa de lazer.

Por último, o paulista escavou uma valeta, saindo do barramento do rio, com uma abertura no barranco, com o objetivo de verter água para servir de bebedouro para dessedentação do gado.

O infrator foi notificado a remover o gado da área protegida e recuperar a área degradada. Ele também foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 160 mil e também responderá por crime ambiental de degradação de áreas protegidas por lei, com prevista de um a três anos de detenção.

Veja também

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Campo Grande de e Miranda fiscalizaram 46 embarcações e...

Últimas notícias