Polícia colombiana prende 5 suspeitos pelo assassinato de promotor paraguaio

Mandados foram cumpridos na manhã desta sexta-feira em Medellín
| 03/06/2022
- 11:20
Polícia colombiana prende 5 suspeitos pelo assassinato de promotor paraguaio
Marcelo Pecci foi executado durante a lua de Mel (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Agentes da polícia colombiana afirmam ter efetuado a de cinco pessoas suspeitas pelo assassinato do promotor paraguaio Marcelo Pecci. Ele foi executado em uma ilha na Colômbia enquanto passava a lua de mel, durante o mês de maio.

De acordo com as primeiras informações divulgadas pela imprensa da Colômbia e também pelo Última Hora, quatro dos acusados são colombianos e uma quinta pessoa seria de nacionalidade venezuelana.

As prisões teriam acontecido na manhã desta sexta-feira (3), em Medellín, durante cumprimento de mandados expedidos pela da Colômbia e também com o conhecimento das autoridades paraguaias.

Investigações

O Ministério Público do Paraguai já trabalhava com a hipótese do envolvimento de 4 a 5 pessoas no assassinato do procurador antidrogas, Marcelo Pecci, segundo projeções da promotora Alicia Sapriza, que acompanha o caso e esteve na Colômbia.

“Atrevo-me a dizer que entre quatro a cinco pessoas, mas é uma suposição e prefiro esperar pelo trabalho dos colegas. Lá teremos um detalhe mais detalhado”, disse a colega de Pecci, em entrevista concedida à Rádio Monumental do Paraguai.

Veja também

Vítima foi arremessada do veículo após carro sair da pista e bater em barranco

Últimas notícias